MICREX - BIOWORLD

[ ... ] Itens
Comprar
Bioworld : Home » Medical News » Cirurgia plástica no verão: pode, mas redobre os cuidados

Cirurgia plástica no verão: pode, mas redobre os cuidados

E-mail Imprimir PDF
Cirurgia plástica no verão: pode, mas redobre os cuidados
...

Férias e 13º salário significa, para muitas pessoas, viajar à praia. Porém, para muitas outras, essa é a hora de enfrentar o bisturi.

Há quem acredite que realizar uma cirurgia plástica no verão pode não ser bom. Porém, essa época do ano não é problema quando são tomados os devidos cuidados para que os resultados sejam os esperados e não sejam comprometidos devido ao sol e calor.

Muitas dúvidas surgem sobre a influência do calor excessivo, criação de edemas e até mesmo sobre o repouso necessário durante as festas, mas, segundo o doutor Alderson Luiz Pacheco, cirurgião plástico da Clínica Michelangelo, de Curitiba – PR, as operações estão liberadas neste período.

O especialista comenta que antigamente, os pacientes só operavam no inverno, pois nessa época eles não corriam riscos de tomar sol nas cicatrizes e porque o frio reduz os edemas. “Porém, com o clima adverso que se tem hoje no Brasil, não é possível prever qual é a melhor época para realizar um procedimento cirúrgico, com exceção dos peelings faciais e as demais técnicas que utilizam lasers”, comenta o cirurgião plástico.

Independente da falta de certezas que envolvem o clima, com o aumento médio das temperaturas, é normal que haja um pouco mais de edemas, que resultam em uma recuperação mais longa, porém não prejudicam em nada o resultado desejado. “Hoje a tecnologia ajuda no pós-operatório. Os novos modeladores estão sendo fabricados com tecidos com melhor ventilação, diminuindo o incômodo do calor em pacientes que fizeram lipo, por exemplo”, explica o doutor.

De acordo com Pacheco, é possível passar por uma cirurgia ou uma lipoaspiração em qualquer período do ano – sempre tomando os devidos cuidados. “O paciente não deve se expor diretamente ao sol durante 30 dias em nenhuma circunstância, isso porque as cicatrizes podem escurecer e as equimoses – manchas roxas da lipoaspiração ou da própria cirurgia – podem adquirir um aspecto de tatuagem com a ação do sol. O ideal é se proteger por, pelo menos, 90 dias – seja com protetor solar ou roupas”, alerta.

Com os cuidados indicados pelo médico especialista, quem realizar as cirurgias plásticas até o final de novembro poderá estar pronto para o verão. “Se o objetivo for de passar as férias de janeiro na praia, ainda dá tempo de eliminar aquela sobrinha indesejada. Porém, é preciso bastante atenção, porque melhor do que eliminar uma dobrinha é manter a saúde em dia”, exalta.

Pacheco comenta que as cirurgias mais procuradas nesta época do ano são as de mama, as lipoaspirações e as de plásticas de abdômen. O doutor ressalta que tudo é uma questão de escolha: é necessário optar pelo que deseja realizar e saber o tempo mínimo que levará para isso acontecer. “Se o problema fosse o calor, nos locais mais quentes do mundo ninguém faria cirurgia plástica”, brinca.

* Recomendação Bioworld: Se você é vaidoso (a) e pretende cuidar da jovialidade e prevenção da pele, não deixe de conferir a linha SAMUI - o produto contém o poderoso ácido hialurônico que combinada a água termal promove verdadeira revolução na pele, hidratando, prevenindo e amenizando rugas e marcas de expressão. Há opção em cremes, spray e serum. http://www.micrex.com.br/produtos/linha-samui

Outro produto da linha que pode ajudá-lo(a)a ficar em forma é o PILIGOJI, a base da fruta gojiberry que oferece ânimo para malhação, regula o intestino e auxilia no emagrecimento por conta das suas propriedades antioxidantes.

http://www.micrex.com.br/produtos/piligoji